sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Happy New Year


Feliz ano de 2012... apesar de tudo!...

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Mary Poppins - Supercalifragilisticexpialidocious



Um dos filmes da minha infância que costumava dar por altura do Natal...

domingo, 18 de dezembro de 2011

Sodade... Sempre!




Cesária Évora (Mindelo, 27 de agosto de 1941 — Mindelo, 17 de Dezembro de 2011), também conhecida como «a diva dos pés descalços», foi a cantora de maior reconhecimento internacional de toda história da música popular cabo-verdiana. Apesar de ser sucedida em diversos outros géneros musicais, Cesária Évora foi maioritariamente relacionada com amorna, por isso também foi por vezes apelidada "rainha da morna".
Cesária Évora (1941 - 2011) na cidade de Mindelo, em Cabo Verde. Tinha mais quatro irmãos. O seu pai Justino da Cruz tocava cavaquinho, violão e violino. Quando jovem foi viver com sua avó, que havia sido educada por freiras, e assim acabou passando por uma experiência que a ensinou a desprezar a moralidade excessivamente severa.
Entre os seus amigos estava B. Leza, o compositor favorito dos cabo-verdianos, que faleceu quando ela tinha apenas sete anos de idade. Desde cedo, Cise, como era conhecida pelos amigos, começou a cantar e a fazer actuações aos domingos na praça principal da sua cidade, acompanhada pelo seu irmão Lela, no saxofone. Mas a sua vida está intrinsecamente ligada ao bairro do Lombo, nas imediações do quartel do exército português, onde cantou com compositores como Gregório Gonçalves. Aos 16 anos, Cesária começou a cantar em bares e hotéis e, com a ajuda de alguns músicos locais, ganhou maior notoriedade em Cabo Verde, sendo proclamada a "Rainha da Morna" pelos seus fãs.
Aos vinte anos foi convidada a trabalhar como cantora para o Congelo - companhia de pesca criada por capital local e português -, recebendo conforme as actuações que fazia. Em 1975, ano em que Cabo Verde adquiriu a independência, Cesária, frustrada por questões pessoais e financeiras, aliados à dificuldade económica e política do jovem país, deixou de cantar para sustentar sua família. Durante este período, que se prolongou por dez anos, Cesária teve de lutar contra o alcoolismo. Igualmente, Cesária chamou a esse período de tempo, os seus Dark Years.
Encorajada por Bana (cantor e empresário cabo-verdiano radicado em Portugal), Cesária Évora voltou a cantar, actuando em Portugal. Em Cabo Verde um francês chamado José da Silva persuadiu-a a ir para Paris e lá acabou por gravar um novo álbum em 1988 "La diva aux pied nus" (a diva dos pés descalços) - que é como se apresenta nos palcos. Este álbum foi aclamado pela crítica, levando-a a iniciar a gravação do álbum "Miss Perfumado" em 1992. Desde então fixou residência na capital francesa. Cesária tornou-se uma estrela internacional aos 47 anos de idade.
Em 2004 conquistou um prémio Grammy de melhor álbum de world music contemporânea. O presidente francês, Nicolas Sarkozy, distinguiu-a, em 2009, com a medalha da Legião de Honraentregue pela ministra da Cultura francesa Christine Albanel.
Em Setembro de 2011, depois de cancelar um conjunto de concertos por se encontrar muito debilitada, a sua editora, Lusafrica, anunciou que a cantora pôs um ponto final na sua longa carreira.
Veio a falecer no dia 17 de Dezembro de 2011, com 70 anos, por "insuficiência cardiorrespiratória aguda e tensão cardíaca elevada".

retirado da Wikipédia.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Up where we belong




Who knows what tomorrow brings
in a world few hearts survive
All I know is the way I feel
when it's real I keep it alive the road is long
There are mountains in our way
but we climb the stairway every day



Love lifts us up where we belong
where the eagles cry on a mountain high
love lifts us up where we belong
far from the world below up where the clear winds blow



Some hang on to used to be
live their lives looking behind
All we have is here and now
all our lives out there to find
The road is long and there are moutains in our way
but we climb the stairway every day



Love lifts us up where we belong
where the eagles cry on a mountain high
love lifts us up where we belong
far from the world we know
where the clear wind blows



Time goes by no time cry
life's you and I alive



Love lifts us up where we belong
where the eagles cry on a mountain high
love lifts us up where we belong
far from the world we know
where the clear winds blow



Love lifts us up where we belong
far from the world we know
where the clear winds blow



Love lifts us up where we belong
where the eagles cry on a mountain high